Harmonização facial: saúde e estética aliadas para o bem-estar das pessoas

A harmonização facial é um conjunto de procedimentos indicados para homens e mulheres que desejam melhorar a aparência do rosto. Ela consiste na realização de diferentes procedimentos estéticos, que têm como objetivo melhorar o equilíbrio entre determinadas regiões do rosto, como o nariz, queixo, dentes ou região malar, que é a região da face em que estão os ossos da bochecha.


Estes procedimentos promovem o alinhamento e correção de ângulos da face, melhoram a harmonia entre os dentes e demais características da pele, conferindo mais harmonia e beleza ao rosto e realçando as características já existentes do indivíduo.


Engana-se quem pensa que a harmonização facial foi criada recentemente. De fato, desde que vários artistas e personalidades públicas assumiram que realizaram o procedimento, a harmonização facial tem vivido o seu auge, mas as técnicas já eram utilizadas há bastante tempo.


O principal motivo para a harmonização estar bombando é o fato de ela ser sem cortes: você consegue ter boca carnuda, testa sem rugas, queixo protuberante e nariz empinado sem precisar passar pelo centro cirúrgico.


Conversamos sobre o assunto com a biomédica especialista em biomedicina estética Ivna Cardoso, coordenadora da Pós-graduação em Saúde Estética Avançada do Instituto GPI.

Foi um bate-papo esclarecedor. Confira:

Dra. Ivna Cardoso, coordenadora da pós-graduação em

Saúde Estética Avançada do Instituto.


É POSSÍVEL TER SAÚDE E BELEZA ATRAVÉS DA HARMONIZAÇÃO

FACIAL?


Com certeza. E não estamos falando apenas de elevar a autoestima, mas na melhoria da

saúde mesmo. Existem as doenças estéticas, como a bulimia, anorexia, doenças, por exemplo, ou ainda a obesidade também que acarreta não só problemas de saúde, mas problemas de metabolismo e também acabam mexendo com a autoestima da pessoa.

Esses problemas são sérios e também são estudados na saúde estética.


As disfunções estéticas quando melhoradas, auxiliam não somente fisicamente ou esteticamente, mas também auxiliam o organismo com um todo, a exemplo dos tratamentos de emagrecimento e perdas de medidas e também tratamentos voltados para esportistas.


Dentro da saúde estética, nós, profissionais, unimos os exames laboratoriais com uma anamnese completa do paciente para poder indicar qual o melhor tratamento para o

paciente. A harmonização facial também faz parte deste conjunto.


O QUE REALMENTE É A HARMONIZAÇÃO FACIAL?


A harmonização facial é o nome dado a esse conjunto de procedimentos estéticos e tecnologias avançadas para poder harmonizar o rosto do indivíduo. O ser humano tem uma assimetria natural, muitas vezes quase que imperceptível, mas se a gente for reparar ao calçar um sapato, por exemplo, um pé sempre é maior que o outro, assim com o em várias partes do corpo essa assimetria também acontece.


No rosto também existe essa assimetria e foi definido o termo harmonização facial para esses procedimentos que auxiliam na simetria da face do indivíduo. Não se trata de um

só procedimento, mas vários procedimentos que irão preservar a fisionomia da pessoa,

melhorando a harmonia do rosto, sempre preservando o envelhecimento natural da pele.


COMO A HARMONIZAÇÃO FACIAL TEM MELHORADO A SAÚDE DAS

PESSOAS?


Ela tem melhorado não somente a saúde física, mas também o bem-estar e a autoestima das pessoas. Quem não gosta de se olhar no espelho e se sentir bem? Ao nos olharmos no espelho e sentirmos algo bom, organicamente isso mexe com nosso corpo como um todo, não somente com a autoestima. Os hormônios funcionam melhor, você terá mais prazer em se alimentar bem e realizar atividades físicas, por exemplo. É um pontapé inicial para uma vida mais tranquila e feliz.


QUANDO COMEÇOU ESSE BOOM DE HARMONIZAÇÃO FACIAL? É ALGO

RECENTE?


Não, não é recente. O termo “harmonização facial“ é recente, mas os procedimentos que a compõem já eram todos utilizados desde a década de 90, assim digamos. Então, há mais de 30 anos esses procedimentos já eram utilizados. No entanto, as pessoas passaram a assumir mais que estavam realizando tais procedimentos e aí, com a denominação desse termo harmonização facial, tudo ficou mais acessível e conhecido pela sociedade.


É O CASO DE VÁRIOS ARTISTAS, POR EXEMPLO?


Exatamente, as pessoas públicas e artistas passaram a divulgar mais que fazem o uso desses procedimentos. Hoje em dia, as pessoas buscam bem mais os procedimentos minimamente invasivos e não escondem mais que o fazem.


Já se fazia harmonização facial há muito tempo, mas claro que hoje, com o aprimoramento de técnicas e tecnologias novas, a saúde estética cresceu demais. Os famosos eram pessoas

que pareciam não envelhecer, mas na verdade eles já aderiam a procedimentos estéticos

desde cedo e não falavam. Hoje, esse tabu não existe mais e eles falam bastante, o que

acaba ajudando a todos nós, profissionais da área, quando os famosos divulgam e falam quando realizam procedimentos como preenchimento labial, aplicação de botox, fios de

sustentação, etc.


É UM PROCEDIMENTO QUE TEM CONTRAINDICAÇÕES? QUEM PODE E

QUEM NÃO PODE FAZER?


Não existem contraindicações, nem mesmo em relação a idade. Eu mesma, tenho paciente que já os 19 anos está iniciando um processo de harmonização facial. O que foge até dos nossos padrões de hábitos culturais, pois não somos acostumados a ter esse cuidado com a pele desde muito cedo, nem mesmo com o básico, utilizando cremes ou até mesmo protetor solar, o que deveria acontecer, pois o nosso sol já maltrata a pele bastante.


Não tem idade para se fazer harmonização facial. O quanto antes você iniciar os cuidados com a sua pele, melhor. Mesmo que seja de forma sutil, tirando disfunções estéticas e melhorando o rosto em si, nesses aspectos. Estamos falando de bem-estar e saúde, logos todos merecem esses benefícios e podem, caso queiram usufruí-los.


COMO OCORRE O PROCESSO DE RECUPERAÇÃO APÓS OS

PROCEDIMENTOS DE HARMONIZAÇÃO FACIAL?


Como são procedimentos minimamente invasivos e não cirúrgicos, na maioria das vezes eles não afastam o paciente das suas atividades rotineiras. Em alguns casos, como o de aplicação de toxina botulínica, por exemplo, não é recomendado após o procedimento que o paciente pegue peso, deite ou baixe a cabeça por no mínimo 4 horas. Mas são casos específicos.


Como são procedimentos simples, são realizados a nível superficial na pele, nada profundos, não deixam hematomas nem marca perceptível, salvos alguns casos de

botox.


Muitas das vezes, o paciente realiza a harmonização facial pela manhã e vai trabalhar a

tarde, sem problemas.


HÁ UMA ESPÉCIE DE “MANUTENÇÃO“ DESSE PROCEDIMENTO? QUAL

DEVE SER A PERIODICIDADE?


Sim. São procedimentos em que estaremos injetando algum produto ou substância ou ainda colocando fios de sustentação, ou seja, não são definitivos, como uma cirurgia plástica. Logo, essas substâncias serão absorvidas pelo nosso organismo com o tempo, precisando assim de uma reposição. Conseguimos, de certa forma, retardar o envelhecimento, mas o envelhecimento é natural do ser humano. Mas existem muitas tecnologias e técnicas minimamente invasivas que irão retardar esse envelhecimento,

mas que precisam de um período de manutenção, sim.


Em determinado momento, será necessário um “retoque”, dependendo de qual foi o procedimento e tecnologias aplicados.


Lembrando que a harmonização facial é uma opção. A pessoa pode escolher deixar o envelhecimento acontecer de forma natural ou envelhecer de forma mais leve e bela, utilizando de procedimentos estéticos. Fica a critério do indivíduo.


Por Nehemias Lima - Jornalista