Microagulhamento: a técnica que melhora a aparência da pele

O Bate-Papo GPI de hoje foi até a aula do curso de Estética Avançada e conversamos com alguns alunos que já se destacam no mercado de trabalho e apontam como os profissionais mais requisitados do segmento da estética do Piauí.


Na entrevista de hoje, conversamos com o biomédico e professor Márcio Edivandro, mestre em farmacologia, doutor em Biotecnologia e um grande profissional que encontrou na estética uma área promissora e de sucesso.


Márcio Edivandro atua principalmente na área de microagulhamento, um tratamento estético que serve para remover cicatrizes de acne, disfarçar manchas, outras cicatrizes, rugas ou linhas de expressão da pele, através de uma estimulação natural feita com micro-agulhas que penetram na derme favorecendo a formação de novas fibras de colágeno, que dão firmeza e sustentação à pele.


A técnica mais popular é a minimamente invasiva, na qual o procedimento é realizado apenas com creme anestésico. Na técnica cirúrgica, o microagulhamento é feito de forma mais intensiva e com o paciente anestesiado em ambiente cirúrgico. Usualmente, a técnica minimamente invasiva oferece resultados após uma sequência de aplicações em intervalos regulares (comumente mensais), enquanto a técnica cirúrgica pode já oferecer resultados visíveis em apenas uma sessão.


Confira o bate-papo com o profissional:

Dr. Márcio Edivandro, aluno da Pós-graduação em Saúde Estética do Instituto GPI


COMO VOCÊS TÊM CONSEGUIDO APLICAR OS CONHECIMENTOS ADQUIRIDOS AQUI LÁ FORA, NO MERCADO DE TRABALHO?


Nossa pós-graduação é um curso completo, ou seja, nos dá muita segurança para poder chegar no mercado de trabalho. Desde as disciplinas básicas até as mais avançadas, a gente consegue ter profissionais excelentes e qualificados que nos ensinam muito conteúdo. Eu, particularmente, comecei na área da estética com procedimentos básicos como limpeza de pele e hoje me identifico e atuo na área do microagulhamento e peelings, por exemplo.


O MICROAGULHAMENTO ESTÁ SUPER EM ALTA, CERTO?


Sim, o microagulhamento é uma técnica fantástica que pode ser aplicada em vários fototipos de pessoas e estimula a produção de colágeno da pele. Utilizamos pequenas agulhas que perfuram nossa pele e com isso, conseguimos induzir um processo inflamatório que aumenta a produção de colágeno, diminui o envelhecimento precoce da pele, melhora a flacidez, dá um visco melhor pra pele e podemos associar com a técnica do drug delivery.


COMO FUNCIONA ESSA TÉCNICA?


O drug delivery uma técnica em que a gente puxa com o microagulhamento e ao mesmo tempo a gente coloca ativos de acordo com a disfunção estética que o cliente está incomodado. Podemos colocar diversos ativos para tratamentos de manchas, melasma, rejuvenescimento facial, olheiras, crescimento capilar, tratar a calvície, induzir o crescimento da barba, etc.


TODO MUNDO PODE FAZER, ENTÃO?


Sim, mas todos devem passar por uma anamnese, uma avaliação detalhada, pois todas as pessoas têm uma fisiologia diferente, uma resposta diferente. Você, por exemplo, tem uma pele mais morena, então não podemos usar uma perfuração de agulha muito alta, para não termos intercorrências. Avaliamos cada cliente de forma isolada e não aplicamos protocolos prontos para todos. É tudo muito individualizado e personalizado.


ESSES PROTOCOLOS QUE VOCÊS PROFISSIONAIS ORIENTAM SÃO MUITO IMPORTANTES DURANTE TODAS AS ETAPAS DO PROCESSO, DESDE A ANAMNESE ATÉ O PERÍODO POSTERIOR AO PROCEDIMENTO?


Exato, temos que ter o preparo da pele, saber se ela está apta a receber o procedimento e nos prevenirmos a possíveis intercorrências. Por exemplo, pacientes diabéticos não são pacientes de estética. Não podemos aplicar técnicas do microagulhamento nem de outros procedimentos estéticos.


QUAL A CONDUTA SE UM PACIENTE COM DIABETES, POR EXEMPLO, QUISER FAZER MICROAGULHAMENTO?


Em meu espaço, quando um cliente chega com diagnóstico de diabetes, por exemplo, eu peço o parecer do médico para que eu possa realizar o procedimento. Não se trata apenas de um serviço. A saúde e o bem-estar do cliente deve vir em primeiro lugar. Cuidar da saúde do paciente deve ser o maior interesse, acima de qualquer serviço ou remuneração.


No vídeo abaixo, assista a entrevista na íntegra sobre "Microagulhamento: a técnica que melhora a aparência da pele" Por Nehemias Lima - Jornalista.