O profissional da enfermagem e as possibilidades de atuação na estética

É dever de todos os profissionais da saúde oferecer qualidade de vida e bem-estar ao próximo. Com as mudanças comportamentais e o avanço de tecnologias, esses dois conceitos se transformam. Consequentemente, o cuidado ao outro também é influenciado.


Um dos profissionais que aderiu a essas transformações foi o profissional da enfermagem. Em pleno 2021 pandêmico, o enfermeiro encontra um mercado de trabalho aquecido, afinal, ele é a peça-chave nos cuidados e na assistência a pacientes de diferentes complexidades.


Para melhorar ainda mais a situação de enfermeiros e enfermeiras, é possível crescer ainda mais nesta carreira, qualificando-se em segmentos mais específicos, como é o caso da enfermagem estética. Este é um ramo que tem crescido bastante, visto que a atuação dos enfermeiros se volta para a saúde da pele, área em que há grande procura tanto por mulheres quanto por homens, principalmente após o início da pandemia do novo coronavírus, quando as pessoas passaram a ficar mais tempo em casa e cuidar mais de si.


A enfermagem é a profissão que se destaca no campo da estética por seu conhecimento amplo em saúde, segurança e técnica na realização de procedimentos invasivos e complexos, proporcionando um atendimento humanizado e cuidado de excelência.


Vale lembrar que o Brasil, atualmente, encontra-se em 2º lugar em número de cirurgias plásticas realizadas fazendo uma dobradinha com o mercado de cosméticos que continua subindo como um foguete.


Neste sentido, o GPI convidou a professora Dra. Daniela Furtado, enfermeira esteta, mestre em Ciências e Saúde, para falar mais sobre esse assunto e pontuar mais informações sobre a atuação do profissional da enfermagem na estética. Confira:

Dra. Daniela Furtado, coordenador da Pós-graduação em Psiquiatria do Instituto GPI


ENFERMAGEM E ESTÉTICA GERALMENTE NÃO SÃO ASSOCIADAS PELAS PESSOAS EM GERAL, MAS SÃO ÁREAS QUE TÊM TUDO A VER, CERTO?


Muito. Quando você se forma em enfermagem, três caminhos são apresentados: concurso público, docência ou área do hospital. Apenas essas opções são apresentadas e ninguém mostra pra gente a opção do empreendedorismo, por exemplo. E essa é uma alternativa para o profissional da enfermagem. Há muita conexão da enfermagem com a estética. A saúde mental, o próprio cuidado que tanto falamos na enfermagem também é visto e aplicado na área estética. Toda a holística da enfermagem, vista lá na graduação, conseguimos aplicar na estética. É uma boa alternativa e área em que os profissionais da enfermagem podem atuar.


ESSE CUIDADO COM O PACIENTE É CRUCIAL. HOJE A ESTÉTICA VAI ALÉM DA APARÊNCIA, CERTO?


Estamos também falando de saúde mental, por exemplo.

Sim, o cuidado é a nossa palavra-chave na enfermagem. Se dedicar à estética é cuidar mais do que a aparência. Inclusive, autoestima e autoconfiança são coisas diferentes. Você se sentir bonito ou bonita para os outros é bem diferente de você se sentir autoconfiante e satisfeito para si mesmo. Sempre aconselho, inclusive, a pessoa a se sentir bem dentro do seu próprio corpo, em vez de agradar os padrões atuais de estética. Isso faz parte do cuidar para gerar autoconfiança e isso possibilita a saúde mental.


O MERCADO É AMPLO PARA PROFISSIONAIS DA ENFERMAGEM. QUAIS OS PRINCIPAIS DESAFIOS QUE VOCÊS ENCONTRAM NA HORA DE ATUAR?


Com certeza é o medo. O medo é o que congela e destrói a maioria dos profissionais de enfermagem que não conseguem progredir na estética. Eles são paralisados pelo medo de falhar, pelo medo de praticar, de arriscar investir em um empreendimento. Se superarmos o medo, conseguimos superar qualquer desafio e atingir quaisquer objetivos dentro da nossa atuação.


SEM O MEDO, É POSSÍVEL ATÉ CUIDAR MELHOR DOS PACIENTES, CONCORDA?


Totalmente. Em sala de aula, percebo isso nos alunos. Eles têm medo de iniciar o procedimento, de colocar agulha no rosto dos pacientes, medo de ser perseguidos por outras classes, por exemplo. Sem esse medo, não haverá dificuldade alguma para o profissional. O profissional não pode ter medo de arriscar. Errar faz parte do processo de aprendizagem.


UMA BOA CAPACITAÇÃO CONTINUADA DURANTE A CARREIRA AUXILIA NA HORA DA PRÁTICA DA PROFISSÃO, CERTO?


Sem dúvidas, mais do que fazer vários cursos aleatórios, o bom é ter suporte, professores de qualidade equipe técnica que irão te ajudar em todos os momentos. Isso traz segurança ao profissional e, assim, ele poderá atuar muito mais e melhor na enfermagem estética.


QUAL SERIA SUA DICA DE OURO PARA O PROFISSIONAL DA ENFERMAGEM QUE DESEJA EMPREENDER?


Minha dica é: comecem agora, arrisquem, parem de pensar no que pode dar errado e foquem no que pode dar certo. A hora é agora!



No vídeo abaixo, assista a entrevista na íntegra sobre "O profissional da enfermagem e as possibilidades de atuação na estética" Por Nehemias Lima - Jornalista.