O que são Doenças Zoonóticas e como isso se aplica no cenário de saúde atual?

A saúde humana está diretamente ligada com a preservação do meio ambiente e

consequentemente com a saúde animal. A partir dessa relação, ou melhor, do desequilíbrio dela, surgem as doenças zoonóticas ou zoonoses, que são patologias derivadas de agentes etiológico que, naturalmente, parasitam animais, sejam estes silvestres ou domésticos. Existem doenças zoonóticas causadas por parasitas (teníase, tricostrongilíase, cisticercose), protozoários (balantidíase), bactérias (brucelose), fungos (esporotricose) e vírus (como a raiva e a degue).



Muito se estuda acerca da relação entre a COVID-19 e a transmissão zoonótica, já que existem estudos comprovando a infecção de animais como morcegos e cobras por alguns tipos semelhantes de coronavírus. Mas a pergunta que mais repercute é: como é possível a transmissão de patógenos de animais para humanos?


A resposta está na forma como o ser humano se relaciona com os animais e modifica o meio ambiente: em grandes criatórios de animais, seja com o objetivo de produzir matéria prima para a indústria alimentícia ou têxtil, o acúmulo e concentração de grandes quantidades de animais permite que eventuais patógenos (virais, bacterianos, etc), consigam infectar uma maior quantidade de hospedeiros, facilitando também a sua transmissão e eventual mutação. A utilização de antibióticos na criação destes animais também contribui para a seleção de patógenos resistentes, chegando ao ponto onde acontece um processo conhecido como spill-over.


O Spill-over é a ocorrência da transmissão de um agente patológico de animais para seres humanos e vice-versa. Essa transmissão ocorre devido a mutações que permitem a esses microoganismos adentrarem e desenvolverem um ciclo dentro do organismo humano. Assim, surgem manifestações clínicas em seres humanos infectados, que transmitem esse patógeno para outras pessoas tornando a doença cada vez mais adaptada à espécie humana. Ao fim têm-se uma zoonose.


Um profissional de saúde qualificado e preparado utiliza seus conhecimentos não só para tratar o indivíduo doente, mas também para compreender a dinâmica e origem da transmissão, podendo criar estratégias de contenção e combate a novas doenças. No contexto em que o mundo se encontra atualmente, em decorrência da pandemia pela COVID-19, profissionais de saúde em todo o mundo estudam a dinâmica de transmissão do vírus, podendo identificar como ele possa ter surgido e como devem ser traçadas estratégias para a contenção da disseminação e combate ao vírus.


Por Denilson de Araújo e Silva

Graduando em Biomedicina pelo Centro Universitário UNINOVAFAPI

Pós-Graduando em Microbiologia Clínica pelo Instituto GPI



Instituto GPI

MENU

Av. Elias João Tajra,

Nº 1717 - Jóquei,

Teresina - PI,

64049-305

© Copyright 2010 - 2021  Instituto GPI Ltda ME